Franceses só poderão sair às ruas por motivos de primeira necessidade a partir desta terça.

Policiais conversam com turistas na avenida Champs-Elysées, em Paris, nesta terça-feira (17) Governo francês determinou confinamento por 15 dias Christophe Ena/AP Cerca de 100 mil agentes de segurança foram mobilizados para fiscalizar as ruas e multar quem não respeitar as regras de confinamento estabelecidas pelo governo francês a partir desta terça-feira (17).

Fotos mostram ruas e pontos turísticos de Paris vazios.

Na segunda-feira (16), o presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou que os franceses só poderão sair às ruas por motivos de primeira necessidade.

A restrição de circulação começou a valer às 12h (8h no horário de Brasília).

Os cidadãos só podem circular na rua para ir ou vir do trabalho, ir ao supermercado e ir aos centros de saúde, se necessário, e todas as infrações serão sancionadas.

A partir desta terça, não será mais possível "encontrar amigos ou ir ao parque". Praça do Trocadeiro, que tem vista para a Torre Eiffel, em Paris, ficou vazia nesta terça-feira (17) após o governo determinar confinamento em toda a França Ludovic Marin / AFP "Estamos em guerra.

Uma guerra de saúde, mas o inimigo está lá.

Invisível, escorregadio.

Peço que sejam responsáveis e não entrem em pânico", afirmou o presidente francês em pronunciamento em rede nacional na segunda-feira (16). Todos estabelecimentos públicos não essenciais, como bares, restaurantes e cinemas, já estão fechados no país, que já tem casos de contaminação em todo o seu território.

Initial plugin text