Os resgatados são de origem bengali, marroquina e somali e navegavam em uma embarcação precária na costa da Líbia; ao menos 21 são menores não acompanhados, segundo a ONG SOS Méditerranée.

"Ocean Viking" resgata 84 pessoas na costa da Líbia Anthony Jean/ONG SOS Méditerranée/Divulgação Ao menos 84 migrantes foram resgatados no mar mediterrâneo, em uma área próxima à costa da Líbia.

Na terça-feira (18), a tripulação do navio humanitário Ocean Viking recebeu o grupo que viajava em condições precárias em um barco improvisado de madeira. A ONG SOS Méditerranée, responsável pelo navio, disse que há 21 menores não acompanhados entre os resgatados que vêm de Bangladesh, Marrocos e Somália.

Segundo a organização, o barco improvisado estava "perigosamente sobrecarregada." Seis países europeus vão receber os 356 migrantes do navio humanitário Fabienne Lassalle, diretora adjunta da SOS Méditeranée, disse à agência France-Presse que a ação que foi realizada "na maior desordem" por conta das as autoridades líbias.

A guarda costeira do país africano é responsável por coordenar os resgates na região. No final de janeiro, a SOS Méditerranée resgatou mais de 400 migrantes em 72 horas, que desembarcaram no sul da Itália.

"A atividade na área é densa", destacou Lassalle. Em 2019, a Organização Internacional para as Migrações (OIM) registrou 1.283 mortes no Mediterrâneo, a principal rota entre o norte da África e a Itália.

Pelo menos 19.164 migrantes teriam morrido no mar nos últimos cinco anos.