Neste domingo (5), região ultrapassou marca de 26 mil casos, e soma 17.463 pacientes recuperados da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Prefeitura de Santos realiza nova blitz de testagem para coronavírus em sete locais Divulgação/Prefeitura de Santos A Baixada Santista, região de São Paulo, registrou 505 novos casos de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, registrando mais de 26 mil confirmações.

Apenas a cidade de Santos recebeu 358 notificações, somando mais de 10 mil casos, marca que ultrapassou na tarde deste domingo (5). Com as notificações das cidades, a região soma 26.143 casos confirmados e 1.038 óbitos causados pela doença.

De acordo com os boletins divulgados pelos municípios, são 3.413 casos suspeitos, 57 mortes sob investigação e 17.463 pacientes que se recuperaram da doença.

Neste domingo, apenas Guarujá e Itanhaém não atualizaram o número de casos. VÍDEOS: incubação, sintomas e mais perguntas e respostas BOATOS: O que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus GRUPOS VULNERÁVEIS: veja quais grupos têm mais complicações SINTOMAS: febre, tosse e dificuldade de respirar; entenda em detalhes Santos contabiliza o maior número de casos, óbitos e internações em toda a Baixada Santista.

Há 340 pessoas com sintomas da Covid-19 internadas na rede hospitalar de Santos.

São 175 moradoras de Santos e 165 de outras cidades A taxa de ocupação geral dos 851 leitos disponíveis nos hospitais públicos e privados é de 40%. Em 24 horas, quatro cidades da região registraram novos casos da doença e apenas Praia Grande, Guarujá, Peruíbe, Itanhaém e Mongaguá permaneceram com o mesmo número.

Apenas São Vicente e Peruíbe registraram novos óbitos, 3 ao todo.

Também foram registrados novos pacientes recuperados, ultrapassando a marca de 17,4 mil altas. Confira os casos na Baixada Santista * As informações de Guarujá são referentes ao boletim divulgado na sexta-feira (3) e de Itanhaém referentes ao boletim de sábado (4).

O número de internados em Cubatão é referente apenas a pacientes de UTI, conforme é repassado pela prefeitura. Dicas de prevenção contra o coronavírus Arte/G1