Reportagem do G1 flagrou dezenas de moradores andando na faixa de areia e calçadão da praia santista.

Parte deles não utilizava a máscara de proteção obrigatória.

Alguns banhistas não utilizava máscaras mesmo com determinação do município Matheus Tagé/ A Tribuna Jornal Banhistas lotaram praias de Santos, no litoral de São Paulo, aproveitando o dia ensolarado neste domingo (5).

A reportagem do G1 flagrou dezenas de moradores andando na faixa de areia e calçadão da praia santista, que foi parcialmente liberada, para esportes individuais.

Apesar disso, é possível observar moradores desrespeitando as regras, entrando no mar e sem a máscara. As regras definidas pelo município determinam que os moradores evitem aglomerações e utilizem a máscara como forma de se proteger contra o novo coronavírus.

Apesar disso, banhistas desrespeitam a determinação e as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), utilizando o acessório de proteção abaixo do rosto. Crianças brincando na faixa de areias e pequenos grupos reunidos em praia de Santos (SP) Matheus Tagé/ A Tribuna Jornal Na tarde deste domingo, também tinham crianças brincando na faixa de areia e no mar, e pequenos grupos reunidos ao longo da faixa de areia.

Apesar disso, alguns moradores respeitavam as medidas e faziam exercícios individuais utilizando a máscara de proteção. A Prefeitura de Santos informou que a Guarda Civil Municipal (GCM) intensificou a fiscalização do uso obrigatório de máscaras, principalmente na região da orla da praia e neste domingo, 400 pessoas foram abordadas, 4 bicicletas apreendidas, sem aplicação de multas.

Moradores também lotaram calçadão da cidade Matheus Tagé/ A Tribuna Jornal Segundo a prefeitura, a fiscalização contou com 32 guardas municipais, com viaturas, motos e motociclos.

No caso da não utilização de máscaras, o valor da multa é de R$ 100.

Conforme já anunciado pela prefeitura, todo o valor arrecadado será revertido na aquisição de máscaras, que são distribuídas aos munícipes em vulnerabilidade social.

Ao todo, já foram distribuídas mais de mil máscaras na cidade. A administração municipal reforça que a GCM orienta a população sobre a necessidade do uso da máscara, distanciamento social e a proibição do uso da faixa de areia e também no calçadão, a não ser para a prática de atividades físicas.

Os guardas municipais também oferecem máscaras a quem não tem.

A multa só é aplicada se o munícipe se recusar a usar o item.

Moradores se exercitaram em praias no domingo ensolarado Matheus Tagé/ A Tribuna Jornal A população sempre que constatar irregularidades poderá auxiliar ligando para o disque denúncia através do telefone 153, que atende durante 24 horas. Liberação de praias A faixa de areia ficou proibida para banhistas desde o dia 20 de março na cidade, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Já o calçadão teve acesso bloqueado no dia 4 de abril, depois que a administração municipal percebeu um aumento de moradores circulando no local, sem respeitar o distanciamento mínimo necessário. Banhistas lotaram praias em Santos (SP) neste domingo Matheus Tagé/ A Tribuna Jornal A liberação das praias aconteceu apenas no dia 22 de junho, uma segunda-feira.

Com horários restritos, foram liberadas as práticas de caminhada, corrida e esportes individuais das 6h às 10h e das 16h às 20h.

Surf e canoagem também ficaram permitidos nesse horário.

Já a natação e o Stand Up Paddle foram liberados das 6h às 10h e das 16h às 18h. Casos de coronavírus Santos é a cidade da Baixada Santista com maior número de casos e óbitos por conta da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

O último boletim, divulgado na tarde deste sábado (4), registrava 9.767 casos confirmados da doença, 380 óbitos e 5.902 pacientes recuperados.

A cidade também soma o maior número de internações, com 177 moradores hospitalizados com sintomas. Dezenas de moradores foram até prias de Santos (SP) Matheus Tagé/ A Tribuna Jornal