Desde o início do ano, estado fechou 47.696 postos de trabalho no mercado formal, conforme dados do Ministério da Economia.

Construção Civil foi o único setor com saldo positivo em maio.

Paraná registou resultado positivo em janeiro e fevereiro SAULO ANGELO/AM PRESS & IMAGES/ESTADÃO CONTEÚDO O Paraná registrou saldo negativo de empregos com carteira assinada pelo terceiro mês consecutivo, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério da Economia nesta segunda-feira (29).

Em maio, 23,8 mil vagas com carteira assinada foram fechadas, no estado. Desde o início do ano, o Paraná fechou 47.696 postos de trabalho no mercado formal.

O saldo do Caged leva em consideração a diferença entre demissões e contratações de trabalhadores em regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). A maior queda até então, em 2020, foi registrada em abril, quando o estado perdeu 57 mil vagas com carteira assinada.

Veja no gráfico abaixo. Segundo o Ministério da Economia, 55.823 pessoas foram contratadas em maio.

Por outro lado, o estado registrou 79.679 demissões. Com exceção do Acre, todas as unidades federativas registraram saldo negativo em maio, de acordo com o Caged.

Em todo o Brasil, quase 332 mil vagas de trabalho foram fechadas. No ranking nacional, o Paraná apresentou o quinto pior desempenho no mês, sendo melhor que Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Setores Assim como em abril, o setor de Serviços voltou a apresentar o pior resultado entre os setores da economia, com o fechamento de 11.380 postos de trabalho com carteira assinada, no Paraná, segundo o Caged. Dentro dos Serviços, estabelecimentos da área da alojamento e alimentação sofreram a maior redução de empregos, com o fechamento de 3.754 vagas. O setor da Construção Civil foi o único com saldo positivo, com 1.489 novos empregos, conforme o Caged.

Acompanhe abaixo o desempenho por setor: Serviços: -11.380 Indústria: -6.999 Comércio: -6.625 Agropecuária: -341 Construção Civil: +1.489 Cidades Entre os municípios paranaenses, 105 cidades registraram saldo negativo de vagas, em maio.

Em 24, o saldo se manteve estável.

No entanto, em 270 municípios houve mais demissões do que contratações. Os melhores resultados foram registrados em Matelândia, Rio Negro e Ubiratã.

Por outro lado, Curitiba, Londrina e São José dos Pinhais tiveram os piores desempenhos, segundo o Ministério da Economia.

Confira na lista a seguir: Cidades que mais geraram empregos formais em maio Matelândia: 148 Rio Negro: 129 Ubiratã: 104 Palotina: 102 Cafelândia: 99 Cidades que mais fecharam postos de trabalho em maio Curitiba: -8.088 Londrina: -1.708 São Jose dos Pinhais: -1.620 Maringá: -1.609 Foz do Iguaçu: -1.330 Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.