Medida vale para todas empresas que trabalham com beleza estética, mas estabelecimentos precisam seguir protocolo sanitário.

Comércios fechados na Rua Governador Pedro de Toledo, em Piracicaba, em meio à quarentena Rodrigo Pereira/ G1 A Prefeitura de Piracicaba (SP) publicou um novo decreto, nesta sexta-feira (29), que inclui os salões de beleza, barbearias, manicures e outros estabelecimentos que trabalhem com beleza estética na primeira etapa do plano de retomada econômica da cidade, que tem início na próxima segunda-feira (1º). O plano prevê também a reabertura do comércio em geral, shoppings, concessionárias e atividades imobiliárias.

No caso destas empresas, prevê uma série de restrições e medidas preventivas, como limite de lotação, horários reduzidos, acesso a showrooms com agendamento e aferição de temperatura corporal de clientes. Movimento em área comercial de Piracicaba Pedro Santana/ EPTV Critérios No caso de salões de beleza e outros estabelecimentos do gênero, para funcionarem terão de atender com hora marcada, um cliente por vez, sem que outros estejam esperando.

É obrigatório o uso de equipamentos de segurança, como máscaras – para o profissional e o cliente - e luvas, e a disponibilização de álcool em gel.

Ao final de cada atendimento, o responsável pelo estabelecimento terá de realizar a assepsia em todos os objetos com os quais o cliente teve contato. “É muito importante que a população cobre desses estabelecimentos o respeito a essas regras para garantir sua segurança”, afirmou o prefeito Barjas Negri (PSDB), em nota. Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba