Casos estão distribuídos nos municípios de Sapucaia do Sul, Gravataí, São Leopoldo, Porto Alegre e Cachoeirinha.

Em 2019, foram 78 registros da doença confirmados.

Vacinação está disponível nos postos de saúde Robson da Silveira / SMS / PMPA Já são 18 casos confirmados de sarampo em 44 dias no Rio Grande do Sul.

Segundo relatório do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS), divulgado nesta quinta-feira (13), os casos de 2020 estão em: Sapucaia do Sul - 8 Gravataí - 5 São Leopoldo - 3 Porto Alegre - 1 Cachoeirinha - 1 Em São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, três pacientes de 17, 25 e 27 anos estão com a doença.

Em Sapucaia do Sul, os pacientes são dois jovens de 17 e 19 anos.

E,em Gravataí, os casos confirmados são de duas crianças menores de 1 ano.

No ano passado, o estado registrou 76 casos durante todo o ano e 70% das ocorrências aconteceram em pessoas que não eram vacinados ou que não tinham tomado a segunda dose da vacina. Recomendações O CEVS recomenda que todo indivíduo que, independente da idade e situação vacinal, apresentar febre e exantema maculopapular, acompanhados de um ou mais dos seguintes sintomas: tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, notifique imediatamente a vigilância epidemiológica municipal ou o Disque Vigilância do CEVS no número 150.

A vacinação é disponibilizada gratuitamente para a população de 6 meses a 49 anos de idade, de acordo com o esquema preconizado e para todos profissionais de saúde, independente da faixa-etária.