Aeroportos de São Paulo estão abertos, mas muitos passageiros não estão conseguindo chegar por conta da forte chuva e alagamentos na região metropolitana.

Passageiros de voos marcados para esta segunda-feira (10) saindo dos aeroportos de Congonhas e Guarulhos, e que não consigam chegar a tempo poderão pedir reembolso ou remarcar seus voos sem custo, segundo as companhias aéreas Azul e Latam.

O G1 também procurou a Gol, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.

Chuva causa dezenas de desabamentos e alagamentos e trava São Paulo Fortes chuvas causam alagamento na pista da Marginal Tietê, na altura da Ponte das Bandeiras, na manhã desta segunda-feira, 10.

Uma forte chuva atingiu a Grande São Paulo no início da manhã desta segunda-feira, 10.

O rodízio municipal de veículos está suspenso para carros e caminhões. HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO CONTEÚDO Por conta das fortes chuvas que começaram nesta madrugada, a cidade de São Paulo tinha mais de 70 pontos de alagamento pela manhã, muitos deles intransitáveis, incluindo nas marginais Pinheiros e Tietê.

Os aeroportos seguem abertos, porém com vários atrasos e cancelamentos de voos.

Azul De acordo com a empresa, os passageiros poderão optar por remarcar os voos para mais tarde nesta mesma segunda ou para terça-feira.

Quem desistir de viajar também poderá solicitar o reembolso integral.

Já os passageiros de voos cancelados serão reacomodados em outros voos da própria companhia.

"A Azul lamenta os aborrecimentos causados e reforça que medidas como essas são necessárias para conferir a segurança de suas operações", diz a empresa em nota. Latam Passageiros de voos cancelados ou reprogramados poderão alterar a data do voo sem cobrança de multa ou diferença tarifária, desde que dentro da vigência do bilhete.

É possível também alterar a origem e/ou o destino do voo, também dentro do período da vigência do bilhete, mas sujeito a diferença tarifária.

Os passageiros também podem optar por pedir o reembolso integral do bilhete.

Já os passageiros que não tiveram seus voos cancelados, mas tiveram problemas para chegar aos aeroportos, poderão alterar a data do voo para os próximos 15 dias, sem cobrança de multa ou diferença tarifária; alterar origem ou destino do voo sem cobrança de multa mas sujeito a diferença tarifária e dentro do período de vigência do bilhete, ou ainda solicitar o reembolso integral.

Para realizar as alterações, os passageiros podem entrar em contato por meio do site (https://www.latam.com/link/apps/personas/autoproteccion), pela Central de Vendas e Serviços (4002-5700 nas capitais ou 0300-570- 5700 nas demais cidades do país) ou em uma loja da companhia. Em estado de alerta por chuvas, São Paulo monta esquema de trânsito