Quem não fizer o recadastramento terá o título de eleitor bloqueado e não poderá votar na próxima eleição.

G1 listou as cidades em que a biometria é obrigatória.

Recadastramento biométrico no TRE-RS Reprodução / RBS TV O prazo para fazer o recadastramento biométrico de eleitores de 22 cidades do Rio Grande do Sul termina no dia 11 de março (Veja a lista completa abaixo).

A intenção do Tribunal Regional Eleitoral é ter 80% do eleitorado gaúcho recadastrado.

Até as eleições de 2018, este processo havia sido concluído em 426 municípios.

Para a eleição deste ano, outras 50 cidades tiveram que refazer o cadastro.

O recadastramento biométrico é simples.

O eleitor precisa de um documento de identidade com foto e um comprovante de residência, que pode ser a conta digital do telefone.

Se não fizer o recadastramento, o eleitor terá o título bloqueado e não poderá votar na próxima eleição.

Quem não fizer também corre o risco de perder o CPF ou deixar de receber algum benefício social, para quem tem menos de 70 anos. Biometria obrigatória (prazo encerra em março de 2020) Camaquã Canela Canguçu Capão da Canoa Carazinho Cruz Alta Dom Pedrito Erechim Esteio Guaíba Ijuí Itaqui Lajeado Rosário do Sul Santa Cruz do Sul Santa Vitória do Palmar Santiago Santo Ângelo São Borja São Gabriel Sapiranga Torres Nos demais 21 municípios do estado, incluindo Porto Alegre, o eleitor já pode fazer a biometria, mas o prazo final será março de 2022.

Veja quais são as cidades no site da Justiça Eleitoral.