O jogador de basquete Guerschon Yabusele inclina a cabeça e ora todas as vezes em que o hino nacional da China é tocado antes dos jogos.

O atleta francês já defendeu o time norte-americano Boston Celtics e se destacou na NBA, mas hoje joga no time chinês Zhejiang Golden Bulls e foi punido pela Associação Chinesa de Baskeball.

Por não olhar para a bandeira chinesa durante a execução do hino, ele foi multado em 1,4 mil dólares (10 mil renminbis), mas segundo o TMZ Sports, Yabusele poderia ter sido condenado à prisão.

Desde 2017 é crime mostrar “qualquer tipo de desrespeito ao hino nacional” na China.

A lei pune com pena máxima de três anos de prisão quem não honrar o país, sua bandeira e hino.

Em sua defesa, o atleta se manifestou pedindo desculpas e dizendo que não era sua intenção violar a lei.

“Eu tenho a mesma rotina, venho fazendo isso toda a minha carreira e queria me desculpar pelas pessoas que se sentiram ofendidas, porque não era minha intenção”, disse ele se comprometendo a não “errar” novamente.

“Mostrarei meu respeito durante o hino nacional chinês e manterei minha cabeça erguida por enquanto.

Amo vocês, pessoal”, completou.